Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

10
Jan17

Trabalhar com homens

Desde os tempos de faculdade que convivo muito mais com o sexo masculino do que o feminino (é o que dá enveredar pela Engenharia) e no mundo do trabalho, a coisa mantém-se!

Ora existem algumas vantagens: o ambiente é mais descontraído, a maioria é cavalheiro (e eu sou uma das cassulas da empresa) e muitas vezes as coisas são "descomplicadas" em termos de trabalho, contudo tem algumas desvantagens!

Desengane-se quem assume que num meio de mulheres é só cusquice extrema, pois por estes lados, os homens estão a par de tudo o que se passa, são os primeiros a fofocar e muitas vezes os comentários até roçam a malvadez! Talvez a idade traga, ao sexo masculino, mais aptidão para a cusquice e eles abraçam com gosto, o papel de alcoviteira sopeira! 

Outra curiosidade é o facto de eles repararem em tudo aquilo que trazemos vestido. Talvez em casa, não reparem nas suas mulheres, mas no trabalho são os primeiros a inspecionar os saltos altos, toda a vestimenta e acessórios... estou-me a lembrar de uma vez que vim trabalhar e trouxe um chapéu preto como adereço, era outono, e assim que entrei na sala, o meu chefe olha para mim como se eu fosse um alien ou uma ilusionista que ia sacar do chapéu e fazê-lo desaparecer!!!  O mesmo se passa com o calçado. Ora eu adoro sapatos e botas e uma vez caí na asneira de trazer umas texanas. O piso varia entre cerâmico e madeira, imaginam a "música" que os meus pés faziam por estes corredores. Quase se assemelhava aos bombos de Carnaval  

Mas o top das esquisitices dos "moços" é a obcessão com as unhas de uma pessoa. Sou fã de unhas de gel, para além de andarem , pelo menos, três semanas impecáveis, sem partir ou lascar, dá para as manter num comprimento que eu gosto sem problemas. Pois há sempre um esquisitinho que "implica" com elas. Claramente que após algumas observações do mesmo eu perguntei-lhe se ele queria o contacto da jovem que me faz as unhas, pois tanta implicação era sinal de que ele queria umas unhas iguais!! (parou de me chatear )  

No final das contas, o importante é que o people se dê todo bem e acima de tudo se respeite. Quanto à diferença de idades entre os colegas, até gosto, pois tenho muito a aprender sobre a vida, trabalho, obviamente e sendo a cassula até que não estou mal, porque me ajudam muito! 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D