Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

30
Out17

Projecto Best Burger #4

Já devia um post de hamburguers há algum tempo e mesmo a escolha não sendo uma hamburgueria 100% dita artesanal, acho que merece destaque pelo sabor dos "pratos".

Hoje vou falar-vos da minha experiência na hamburgueria Steak and Shake. Gostei tanto da experiência no Porto que repeti a dose, desta vez em Braga  e ambas são boas opções.

Acho interessante juntar as duas experiências num mesmo post, os hamburguers foram diferentes, mas os restantes padrões de comparação são muito semelhantes.

Nas duas ocasiões fui com amigas distintas, todas a experimentar pela primeira vez, portanto a única repetente fui eu e vou já a seguir se me desafiarem. 

A decoração dos espaços é muito semelhante, neste aspecto, é como ir a uma cadeia de fast food normal com todos os padrões a cumprir.

 

Porto

 Se na primeira vez pedi um menu médio, na segunda fui gulosa e arrisquei num menu grande, mas sobraram batatas fritas.  E porque fui mais papista que o Papa? Porque as batatas fritas são qualquer coisa de fantásticas,  palitos fininhos, ainda com casca, uma coisa muito artesanal para a ocasião e podemos pedir extra queijo chedar e/ou bacon e claro está, que badoxa como sou, bota chedar nisso!!  

Para beber, pedi das duas vezes um milkshake de morango (é ótimo e muito refrescante) e quebrei toda aquela ideia de que uma cola é que cai bem com a coisa...nada disso, nos EUA, a formar obesos desde muito cedo é que sabem que milkshake com hamburguer é que é bom e de facto a mistura, a princípio nojenta, torna-se um pitéu e uma junção fantástica!  Só não consegui molhar as batatinhas com chedar no milkshake, como uma verdadeira americana, mas isso é pedir demais!  

 

Já experimentei dois hamburguers diferentes: numa primeira vez, optei pelo Western BBQ n' Bacon e em Braga arrisquei, a conselho do meu irmão, o Royale.

Menu

Gostei igualmente dos dois, ambos têm coisas que aprecio. Se no BBQ n'Bacon tenho o molho barbecue e a cebola frita, no segundo tenho a salada e ovo estrelado que já se sabe que a gema vai rebentar e fazer maravilhas.  O pão é bom, super fofo e aqui é que o menu talvez não seja o mais artesanal possível, uma vez que se nota que o pão tem algumas características dos pães de hamburguerias fast food, como a durabilidade e conservantes postos, mas dá 1000/0 aos pães do Mac e Burguer King.

 

O hamburguer é grelhado na chapa à nossa frente e os restantes ingredientes têm frescura  e volto a insistir nas maravilhosas BATATAS FRITAS com CHEDAR,  são ótimas.

BBQ n'Bacon

Milkshake morango

 

 Avaliação:

  • Espaço - 6 (uma decoração normal, reina o vermelho, preto e branco)
  • Qualidade dos ingredientes - 7 (só porque o pão não é "caseiro", de resto nada a apontar na qualidade dos produtos - hamburguer muito saboroso)
  • Aspecto do prato - 5 (nada de especial)
  • Sabor do hamburguer - 8 (o hamburguer grelhado é bom  e entre os dois que já experimentei, acho que prefiro o Western BBQ n' Bacon pelo molho) 
  • Relação qualidade/preço - 8.5 (preço mais acessível que nas hamburguerias artesanais, mas compreensível para uma cadeia de lojas deste tipo)
  • Serviço de atendimento - 10 (nada a apontar   )

Traduzindo em percentagens:

 

Espaço10%0.6

Serviço de atendimento

15%1.5
Aspecto do prato5%0.25
Qualidade dos ingredientes25%1.75
Sabor30%2.4
Realção qualidade/preço15%

1.275

Total 100%7.775

 

Quem andar pelo Braga Parque ou pela baixa Portuense já sabe o que pode "petiscar" 

 

Boas gordices!  

09
Out17

Meu lindo Porto

Todos os sábados me dirijo à minha segunda cidade, a bela da IMBICTA!! Estou a frequentar um curso, nas manhãs de sábado, de modo que mato sempre as saudades da cidade nesta altura, mas confesso que já há bastante tempo que ir para o Porto se torna um 31 do caraças...o trânsito infinito, o boom de gente que não sei de onde surgiu, o acumular de trabalho que me esgota e que mal chega o sábado penso: Lá tenho eu de ir ao Porto, outra vez! 

 

Este sábado aproveitei para estar com uma amiga minha, que apesar de viver no Porto já não a via desde Março  é triste , mas é a verdade...o people deixa-se levar pelas rotinas e depois esquece-se de aproveitar os momentos com aqueles de quem mais gosta...

 

Combinamos almoçar na Baixa, na hamburgueria steak and shake (mais uma comparação para o Best Burguer ) e qual é o meu espanto que depois de deixar o carro, no parque dos aliados, me deparo com uma fila de km de pessoas para entrarem na livraria LELO . As esplanadas estavam a abarrotar de gente, ouvia-se um italiano perfeito nas ruas, um inglês puxado e até um alemão ranhoso  era estrangeirada que não se podia...Até ao almoço fiquei incomodada com as pessoas que tiravam fotos à parede de azuleijos da Joana Vasconcelos, cartão de visita da hamburgueria steak and shake, que tem algumas mesas junto às janelas da obra de arte e numa das quais nós estávamos a almoçar.

 

 

Depois de almoço, seguimos para uma cusquice de esplanada e decidimos matar saudades dos melhores eclairs da cidade, na Leitaria da Quinta do Paço, mesmo ali ao lado. Após uma longa espera no atendimento, os sumos naturais vieram em todo o seu esplendor "NATURAL" e estavam quentes, porque laranjas no frigorífico é old school... Foi uma desilusão tão grande...estava um calor dos diabos, uma confusão de gente que só visto...tudo estava cheio.

 

Percebo que é ótimo para o nosso comércio, a nossa economia a fluir, mas fica impossível para os da casa usufruirem da nossa cidade tão linda e única. 

 

Portugal está na moda, ganhámos o óscar do turismo, sabemos receber, temos qualidade (ainda não vi comida melhor que a nossa ) e somos um povo simpático e até submisso para com a estrangeirada... óbvio que quem vem, gosta e revisita, mas tenho saudades do meu Porto de há 8/10 anos atrás, onde era tudo tão mais calmo 

 

 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D