Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

26
Jan17

Férias, Vacation, Vacances, Vacaciones, Vacanza

Ontem li um post sobre planeamento de férias e dei por mim a viajar no tempo, lembrando-me da minha última aventura.

Desde pequena que tinha uma enorme vontade de conhecer a "cidade das telenovelas"! Imaginava-me a caminhar pelo calçadão de Copacabana, passear pelo Leblon, olhar para o Cristo Redentor e fui alimentando esta vontade durante alguns anos.

Ainda na Faculdade  me candidatei para estudar um semestre numa Universidade do Rio de Janeiro, consegui a vaga, mas uma vez que era um programa fora da Europa não havia ajudas de custo e a minha mae não abriu os cordões à bolsa (na verdade, ela não me queria deixar abrir as asas ).

Com a vida "adulta" de trabalho e responsabilidades tracei o objectivo de concretizar este meu desejo e assim, em Maio/Junho de 2016, parti para uma aventura de quase 3 semanas para a cidade maravilhosa!

 

Assustava-me mais as 10h de viagem do que propriamente o que iria encontrar do outro lado do Atlântico. A viagem foi feita durante o dia, vi 3 filmes completos, comecei a ver o quarto, mas os olhos ardiam-me tanto, tentei dormir, mas não conseguia! Li 3 revistas e ainda comecei um livro  estava que nem podia!

Aterrei +/- às 20h locais e tinha à minha espera família e amigos! A família fez uma surpresa, reencontrei uma tia avó que já não via há 20 anos (era pequenita) e conheci dois primos. Ia ficar hospedada na casa dos meus amigos e eles iam ser os meus guias turísticos 

A experiência foi fantástica, a cidade é mesmo maravilhosa, tem uma beleza natural incrível, lugares únicos, comida fantástica, pessoas simpáticas, mas não pensem que me foi indiferente a pobreza visível nas ruas, a sensação de insegurança que se sentia em alguns locais e o descontentamento do povo face à corrupção evidenciada naquela altura (os gastos imensos nas obras para os Jogos Olímpicos, o caso do Lava Jato e o impeachment da Dilma).

Poderia escrever páginas e páginas desta aventura, mas para não massacrar ninguém vou selecionar o MEU top 10 do Rio de Janeiro:

 

1. Escadaria Selarón

 

Para mim, paragem obrigatória! A escadaria é uma verdadeira obra de arte e é impossível não perder uma horinha a ver todos os azuleijos. Estava a descer o bairro de Santa Teresa, andava calmamente na rua e BACH dou de caras com a escadaria, paredes vermelhas e uma beleza única! A obra foi realizada por um artista chileno, Jorge Selarón, que iniciou de livre vontade a inclusão dos azuleijos pela escadaria, sendo ele próprio a comprar os primeiros azuleijos (mais tarde várias pessoas entre habitantes da zona e turistas foram-lhe oferecendo os azuleijos para ele concluir a escadaria). 

 

 

2. Parque Lage

 

Maravilhoso!!! Muito próximo do jardim Botânico e "aos pés" do morro do Corcovado.

Aqui já foram filmados alguns videoclipes de cantores Internacionais (a água nesses dias deveria estar mais limpa )

A bandeira vermelha mereceu um zoom:

(certíssimo)

 

3. Pão de Açúcar

 

Localizado no bairro da Urca (onde vivem alguns cantores famosos) e na verdade é um conjunto de três morros (pão de Açúcar, Urca e Babilónia)

Para ter acesso às diferentes vistas temos de apanhar dois teleféricos que nos transportam de um morro para o outro (vale muito a pena).

 

 

 

4. Cristo Redentor

 

Este não precisa de legenda! Para lá chegar apanhamos um "bondinho" muito velhinho e depois toca a subir escadas, escadas e mais escadas 

Tive imensa sorte com o tempo 

A vista do Senhor lá em cima vale muito a pena!!!

E está sempre à pinha!!!

 

5. Jardim Botânico

 

Para além da imensa biodiversidade que podemos encontrar, é um paraíso no meio da cidade atribulada. É uma paz...e vi tucanos ao vivo (SÃO LINDOS) a voarem de palmeira em palmeira!! 

 

 Este macaquito (mico como lhe chamam) achava que a GoPro era fruta! 

 

6. Voo de Asa Delta 

 

Recomendo vivamente, vale muito a pena passar por esta experiência e todas as palavras do mundo não chegam para exprimir a sensação de liberdade que vivi. Fiz o voo com o Clube de São Conrado de voo Livre.

 

 

7. Confeitaria Colombo 

 

Foi fundada em 1894, por dois imigrantes Portugueses, e só pela sua arquitetura vale muito a pena visitar (pelos doces também )

A fila para arranjar um lugarzinho sentado é grande, mas no final compensa.

 

 

8. Pedra do Telégrafo

 

Já devem ter visto algumas fotos aterrorizantes de pessoas, pondo a sua vida em perigo por uma boa foto.  O truque é fazer um longo trilho para chegar à pedra do telegrafo, na Barra de Guaratiba. Não tive muita sorte com o tempo, porque quando cheguei ao cimo da pedra estava nevoeiro, mas a vista foi esta:

 

Ao fazer o trilho é preciso estar muito atento, pois virando no local errado acabamos numa praia deserta, perdidos, e temos de caminhar mais do que o necessário!  (já se caminha bastante para lá chegar).

Foi ao descer o trilho, no caminho de regresso, que encontrei um restaurante muito simples, mas muito simpático e onde comi o melhor bobó de camarão de todos os tempos  e na verdade também experimentei uns filetes de peixe rosa, com molho de camarão, divinais. 

 

9. Praias

 

Temos várias opções, mas a praia do Leblon pareceu-me mais calma, com menos confusão e menor probabilidade de arrastão!

 

10. Real Gabinete Português de Literatura

 

Localizada na rua Luís de Camões, é uma biblioteca tradicional onde abumda cultura lusófona. É relativamente pequena, mas tão tão linda! 

 

Para além deste top 10 também recomendo uma passagem pelo mercado do saara, ruas imensas de lojas e mais lojas, tudo barato, tudo aos gritos, é uma boa experiência e para compras é fantástico!  Também andei a passear pela favela da Rocinha e fiquei admirada com a dimensão daquilo! É uma cidade, dentro de outra cidade!! E as pessoas são simpáticas, trabalhadoras e humildes. É pena que pelos "barões da favela" todo o povo da comunidade sofra discriminação. 

Foi uma viagem incrível, mas confesso que o Rio de Janeiro é uma cidade onde eu não me imagino a residir. Foram poucas as vezes que me senti insegura, mas há um grande choque cultural, A disigualdade social é evidente em cada esquina, ver crianças a morar na rua, órfãs; assisti inclusive a alguns roubos efectuados por estas mesmas crianças. Vi adultos a cheirarem cola na rua, passei na Cracolândia, ao longo da Avenida Brasil, vi ruas desertas perto de favelas, onde nem a polícia passa. 

O Complexo do Alemão é de uma dimensão imensa e os teleféricos que por lá passam não têm a melhores vistas.

A polícia anda na estrada com os fuzis de fora, pelas ruas todos armados até aos dentes, fazem barramentos policiais a toda a hora.

Em conclusão, foram mais os aspectos positivos que os negativos desta viagem, vim com um olhar diferente para aquilo que nós temos (Portugal é um luxo)! Irei voltar lá certamente, mas antes ainda há muito para descobrir e conhecer! 

 

Nota: Todas as fotos são minhas, com excepção do interior do Real Gabinete Português de Literatura (as minhas não fazem jus à beleza do edifício) 

 

 

5 comentários

Comentar post

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D