Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

Blog sobre tudo e nada

O nome diz tudo, blog pessoal, partilhado com o mundo e para não ser levado (demasiado) a sério!

20
Mar17

Somos o que comemos?

 

 

Há uns tempos, vi uma reportagem, sobre a alimentação actual dos jovens portugueses e suas famílias, onde todos foram unânimes em apontar o açúcar como o nosso pior inimigo. Obviamente que concordo, uma vez que este está presente em quase tudo o que comemos.

 

Um dado que me marcou desta reportagem foi o facto de saber que o açúcar é mais viciante que a cocaína e que o período de desmame do açúcar é igualmente doloroso, afectando mais em termos psicológicos do que em termos físicos. Não existem os tremores, mas cai sobre nós um estado de melancolia extrema, onde nos sentimos um monte de merda  super indispostos. Estima-se que a limpeza do açúcar no nosso organismo ronde as 2 semanas (claro que este valor é relativo de pessoa para pessoa), mas deixou-me a pensar e muito sobre aquilo que ando a ingerir.

 

Em minha casa, tenho uma super mãe, que é igualmente uma doceira de mão cheia, que nos tempos livres, ocupa-se em torno das panelas e inventa sempre uns doces bem gostosos. Eu aqui me confesso uma gulosa de primeira, que por vezes resiste à tentação, mas que também tem os seus momentos de fraqueza e vacila na hora de dizer não! Mas já melhorei bastante. Se há um ano atrás era capaz de comer tudo e mais alguma coisa, hoje penso um pouco e já digo não a muita coisa... Tenho uma tendência maior para os salgados, mas volta e meia só quero uns docinhos...e parece que o doce me persegue, sonho e acordo com ele. Este fim-de-semana, por exemplo, perdi as estribeiras e comi sozinha uma tablete de Crunch!!  Soube-me pela vida, mas assim que dei a última trinca já me estava a sentir super culpada de ter abusado 

 

Por norma tenho uma alimentação muito regrada, durante a semana, ando sempre com a marmita atrás de mim e não cometo exageros, mas assim que o fim-de-semana dá o ar de sua graça, perco alguma capacidade de raciocínio  e por vezes abuso. Por causa destes abusos, decidi fazer a mim própria um challenge, onde durante 2 semanas vou tentar não ingerir produtos processados, gorduras saturadas e açúcares refinados, basicamente vou-me cingir a uma alimentação clean, onde me vou contentar com o que a Natureza me tem para oferecer.

 

Vou tentar não matar ninguém, mas 

 

 

17
Mar17

Desejos de coleção

Nós, mulheres, temos uma espécie de síndrome FashionHolic que mal chegam coleções novas, lá vamos nós bisbilhotar e experimentar (só para ver como as peças assentam) 

 

Já algum tempo que uso (e gosto bastante) roupa de uma marca portuguesa, a Nakuro, criada em 1994.

Como não poderia deixar de ser, não fui indiferente à nova coleção e já tenho umas peças no meu guarda-fatos!

Deixo algumas peças adquiridas nos saldos e nesta nova coleção:

 

Camiseiro Nakuro (adquirido em Saldos)

 

Camiseiro Nakuro (tenho nesta cor e em branco - adquirido durante a coleção anterior)

 

Camiseiro Nakuro (o meu é em cinzento, adquirido durante a coleção anterior)

Camisa Nakuro (adquirida nos saldos - em bordeaux)

Camisa Nakuro - adquirida nesta coleção e ADORO esta peça!! 

 

Calças Nakuro - adorei, mas vestem pequeno

Camisola Nakuro - ando a namorar esta peça!!!

 

Túnica nakuro - ando a babar para esta peça 

 

 

16
Mar17

Amarelo é Tendência

E mais uma tendência apontada para a próxima estação...o AMARELO!!!

 

Provavelmente serei das poucas pessoas que adora o amarelo, mas é uma cor que me recorda coisas boas, desde o sol à areia de praia (numa versão mais clarinha), gosto muito de amarelo e acho que no verão, com o contraste das peles morenas de horas a fio ao sol, a trabalhar para o bronze, resulta numa ótima combinação!! 

 

Já tenho a cozinhar um modelito na costureira, em amarelo, mas enquanto isso, aprecio o que por aí anda a vestir o yellow da melhor forma!!

 

 

 

Quem não é muito amante, pode arriscar nos acessórios:

 

Furla - €270

 

Furla - €245

 

Furla - €295

 

 Tous - €169

 

Tous - €159

 

Tous - €159

 

Tous - €185 (das minhas favoritas )

Massimo Dutti - €79.95 - sapatos + €49.95 - bolsa

 

 

12
Mar17

Domingo Gordo #2

Hoje é dia de almoço em família, cá em casa! E vem mesmo a família de longe  para matarmos a saudades!!!

 

Como sempre há um banquete e para os apreciadores, o prato principal será arroz de lampreia, uma vez que somos do Litoral Norte e estes bichinhos andam a passar pelo nosso rio. Eu passo bem sem este prato, não vai muito de enontro ao meu gosto e aquela espécie de lombriga gigante não me cativa em nada! 

 

Na verdade, o prato principal passa despercebido por entre a carrada de sobremesas disponíveis e como badochinha que sou já só penso no sugar sugar do final 

 

Pois bem, pusemos as mãos à obra e fizemos uns dos meus doces favoritos, QUINDINS 

Ai como eu gosto destes bolinhos:

Assim ficaram os nossos quindins. Dispensamos aquela cereja cristalizada esquisita no centro e confesso que são de comer e chorar por mais!!!

 

Vou partilhar a receita que serve 12 formas:

 

  1. Colocar um tabuleiro com água, no forno a 180ºC.
  2. À parte, colocar num recipiente fundo (para bater) 13 colheres de sopa de açúcar + 4 gemas + 3 ovos inteiros + 2 colheres de sopa (bem cheias) de manteiga derretida + 50g de coco ralado.
  3. Misturar todos os igredientes acima mencionados, sem bater muito, para evitar fazer espuma.
  4. Untar as 12 formas, de queques, com manteiga (untar bem para eles não colarem à forma).
  5. Finalmente colocar no forno a cozer, em banho maria, durante +/- 20 minutos, a 190ºC. 

Experimentem e digam coisas!! 

Bom apetite e BOM DOMINGO 

Mais sobre mim

foto do autor

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D